esta é a ferramenta desenvolvida em parceria com a Embrapa que avalia os impactos positivos e negativos das tecnologias adotadas nas fazendas, e oferece informações para o aperfeiçoamento dos sistemas produtivos, de forma integrada e sustentável.

PROTOCOLOS PARTICULARES

Em um cenário onde clientes têm buscado cada vez mais as informações antes da decisão de compra, a comunicação clara dos compromissos e garantias assumidos no processo de produção podem ser avaliados positivamente por estes clientes. e nós da BrasilGAP temos bastante experiência nesta área e podemos ajudar você com o programa Agrodimensões.

As associações, cooperativas, atacadistas e mesmo alguns setores do varejo podem vislumbrar a oportunidade de estabelecer garantias de procedência que satisfaçam as expectativas dos clientes e de outras partes interessadas relacionadas a questões técnicas, ecológicas ou sociais dos seus produtores. São aspectos da produção que podem ser ressaltados através de um protocolo particular de produção onde são explicitados a abordagem produtiva utilizada, suas vantagens, características marcantes e compromissos éticos. Também pode ser um inicio para a implementação de um processo de certificação baseada em normas externas com apelo comercial interessante para o setor.

 

Os principais passos para desenvolver um protocolo particular são:

 

1. Desenvolvimento de Memorial Descritivo

O primeiro passo é desenvolver um memorial descritivo público que descreva de forma detalhada e aprofundada a abordagem utilizada em todas as etapas com orientações detalhadas sobre os requisitos utilizados na produção. Isto irá garantir uma decisão consciente dos produtores e de clientes na adesão ao protocolo particular proposto.

O memorial descritivo deve ser registrado em uma entidade adequada e para ser consultado por qualquer pessoa interessada. O objetivo é ter um documento que facilite a comunicação entre o detentor do protocolo, seu fornecedores e clientes relativos a:.

  • ·         Detalhes dos objetivos da qualidade e impactos da produção;

  • ·         Especificações dos insumos aplicados na produção;

  • ·         Especificações das tecnologias utilizadas;

  • ·         Detalhes de utilização de marcas e indicações de conformidade;

  • ·         Sanções aplicáveis em caso de desvio de conduta dos participantes.

Pode ser que ocorram alterações no memorial descritivo original, que deve ser mantido atualizado, informando previamente aos participantes para que se ajustem dentro de um prazo determinado.

 

2. Manual de Procedimentos Operacionais

Este é um documento complementar que tem o objetivo de subsidiar a aplicação dos procedimentos e critérios fixados no memorial descritivo, garantindo a uniformidade de sua aplicação e evitando multiplicidade de interpretação dos requisitos de implantação do protocolo particular.

 

3. Listas de Verificação e Processos de Avaliação

As avaliações dos sistemas de produção dos fornecedores são atividades delicadas e demandam cuidados com os detalhes, pois podem levar a consequências muito profundas na condução do manejo e da administração da propriedade rural. Procurando diminuir os riscos de erros neste processo sempre sugerimos que se adote lista de verificação padronizada para o protocolo. Este checklist é uma forma rápida e segura de verificar se as adequações preestabelecidas no protocolo particular estão em acordo com a realidade do produtor.

 

4. Declaração de Conformidade e Atendimento aos Clientes

Finalmente a forma de produzir as declarações de conformidade com o protocolo e até mesmo, se for o caso, de certificações aplicáveis, deve ser feita de forma transparente e com amplo acesso dos interessados. Com canais para reclamações e sugestões que realmente funcionem em captar demandas para aperfeiçoar o protocolo particular.

ENTRE EM CONTATO COM A GENTE

BrasilGAP Consultoria Agropecuária
 

Rua Capitão José Paes de Almeida nº 167

Botucatu – SP – Brasil - Cep: 18.600-971


BrasilGAP © 2018 | Todos os direitos reservados